O QUE ESTÁ A MUDAR NA JOALHARIA PORTUGUESA?

joalharia portuguesa

A tradição já não é o que era.

A joalharia portuguesa está a renovar-se pela mão de jovens designers, novas tendências e novas formas de contacto com o consumidor, que revitalizam a arte e a projetam para o futuro. Parcerias exclusivas, tendências, novos talentos e muitas novidades para conhecer na próxima edição da Portojóia, de 27 a 30 de setembro, na Exponor. A 29ª edição da Portojóia, principal montra ibérica do setor da joalharia, ourivesaria e relojoaria, acontece de 27 a 30 de setembro na Exponor, e surge com um formato totalmente renovado, dedicado a identificar as tendências e comportamentos que irão revolucionar o setor nos próximos anos.

Do efervescente surgimento de novos designers e de marcas de autor aos novos comportamentos do consumidor, são muitas as dinâmicas que influenciam o mercado da joalharia. Atenta a esta mudança de paradigma, a Portojóia criou várias iniciativas e novos espaços que espelham o que está a mudar no setor e traçam diretrizes sobre o que o irá influenciar nos próximos anos.

Art & Jewels
Uma das grandes novidades desta edição é a iniciativa “Art & Jewels”, em que a Portojóia juntou jovens promessas da joalharia nacional com designers de diferentes áreas ligadas à moda e à arte, para o desenvolvimento de coleções exclusivas que serão apresentadas em primeira mão no evento. As duplas criativas são formadas por Lia Gonçalves & Gonçalo Peixoto, novo nome da moda nacional, Ana Pina & Oupas, estúdio de design que se tem vindo a destacar pela arte em papel e cartão, Joana Santos & Nobrand, marca de calçado conhecida pela irreverência das suas coleções e Mesh & Very Bushwick, marca de óculos artesanais.

“Studio” e Valentim Quaresma
À semelhança dos anos anteriores, a Portojóia volta a dar palco à joalharia de autor e aos jovens designers que têm aqui oportunidade de se apresentar ao mercado. Uma “incubadora” de talento que tem ganho expressão ano após ano e chega esta edição ao número recorde de 40 marcas. Destaque para o convidado de honra, Valentim Quaresma, um dos mais proeminentes nomes da joalharia de autor portuguesa, que terá um espaço próprio com uma retrospetiva da sua carreira, marcada por vários prémios e reconhecimentos internacionais.

Trend Spot
A Portojóia volta a afirmar-se como observatório de tendências, identificando os temas que estão a influenciar o mercado mundial de joalharia e têm eco nas criações nacionais, em destaque neste espaço central do evento. Seguindo as previsões do Trendvision Forecasting, a Portojóia fez uma rigorosa curadoria de peças que respondem às tendências “The Need of Me”, tema que serve de mote ao evento e sugere peças com personalidade como forma de autoexpressão e individualização; “The New Man” que realça o crescimento do segmento masculino no mundo das joias; “Future Trends” que retrata a simbiose entre tecnologia e joalharia, uma versão neo-retro que abre infinitas possibilidades e “Neutral”, impulsionada pelos Millenials e Geração Z, na procura pela imperfeição, em paradoxo com a ditadura da imagem imposta pelas redes sociais.

“Jewels Box”, “Pure Jewels” e Workshops técnicos
A Portojóia pretende também posicionar-se como fonte de informação e inspiração para os profissionais do setor, partilhando boas práticas e casos de sucesso. O novo espaço “Jewels Box” pretende ser uma verdadeira montra de tendências de exposição e venda de joias, apresentando quatro exemplos de sucesso: Alcino Silversmith, Monseo, Eugénio Campos e Liliana Guerreiro. Também novidade é a área “Pure Jewels” onde estarão duas marcas de luxo, a Eleutério Jewels e a Alfaiataria. Paralelamente, o evento irá proporcionar uma agenda de workshops em temas estratégicos para o setor, como vitrinismo, tendências de consumo e marketing digital. Pela primeira vez, haverá cursos gratuitos de iniciação à joalharia, ao longo de todo o evento.

Prémio Best Of Portojóia e “Portojóia Design”
A Portojóia volta a premiar o talento e criatividade do setor. No dia 28 de setembro, o “Prémio Best Of 2018”, que vai na sua terceira edição, divulga os grandes vencedores em oito categorias: Prémio Carreira, Designer Revelação, Melhor Inovação, Melhor Montra, Melhor Loja Física, Melhor Loja Online, Melhor Montra Stand e Melhor Stand. E os novos talentos ganham palco no evento com a 14ª edição do concurso “Prémio Portojóia Design”, subordinado ao tema desta edição, “The Need of Me”. Recorde-se que esta iniciativa se dirige a estudantes e formandos de cursos de arte, design e ourivesaria, que se habilitam a participar no Espaço Criadores e a integrar o espaço Incubadora de Joalheiros durante dois meses.

Segundo Amélia Monteiro, diretora do certame, “O mercado da joalharia está a evoluir a um ritmo vertiginoso e é imperativo acompanhar as novas dinâmicas e tendências. Sendo um evento dirigido a profissionais, queremos que a Portojóia se posicione como motor desta mudança, uma plataforma de partilha de informação e de inspiração, que contribua para impulsionar toda esta dinâmica que o setor vive atualmente”.

A Portojóia – Feira Internacional de Joalharia, Ourivesaria e Relojoaria tem vindo a registar um positivo crescimento nos últimos anos, bem como projeção internacional. A edição anterior reuniu 150 expositores e mais de 10.000 visitantes profissionais, sendo que cerca de 270 viajaram de países como Espanha, Reino Unido, França, Alemanha, Itália, Holanda, Brasil, Roménia, Irlanda e Roménia.